Superstorm Entrevista: Leonardo Alvarenga

Superstorm Entrevista: Leonardo Alvarenga

Fala pessoal!

O Superstorm Entrevista de hoje é com o Léo Alvarenga. Um cara cheio de novas ideias, muito gente boa e vem fazendo muito sucesso no mundo do empreendedorismo.

Aproveite essa entrevista para conhecer um pouco mais sobre ele, o que ele pensa a respeito do marketing digital e do empreendedorismo, além de conferir algumas dicas que ele vai te passar.

Com certeza, você ainda vai ouvir falar muito do Leonardo Alvarenga. Vamos a entrevista:

1 – Léo, você é formado em educação física e apaixonado por empreendedorismo. Conte sua história para nós. 
Na verdade, eu não tinha nenhuma perspectiva de fazer nada. Quando era mais novo, sonhava em jogar futebol. Aconteceram milhões de coisas e não rolou, então quando acabei a escola eu estava despreparado. Nunca tinha lido um livro que não fosse obrigatório, era um aluno mediano que sempre tinha que me esforçar MUITO para tirar nota boa o suficiente pra ser aprovado. Na falta de opcões, achei que me encaixaria na faculdade de Jornalismo.
Me dei mal. Fiz 3 períodos e larguei. Perdia quase todas as matérias, faltava muita aula e não gostava daquilo lá. Na hora de decidir o que eu faria, não havia entendido que ficar um tempo sem fazer uma faculdade e só meio que pensando e me descobrindo poderia me ajudar.
Engatei em Educação Física. Foi um outro erro… Achei que por ter um background no esporte, poderia me encaixar bem lá dentro, que seria tudo fácil. Mas eu nem conhecia direito a graduação e não me dei bem. Por sorte, aprendi algumas lições ao tomar uma atitude importante: buscar experiências. Comecei a estagiar e lá começou essa saga com empreendedorismo…
Só nessa época li o meu primeiro livro, que foi O Segredo de Luísa. Dali eu fui lendo, aprendendo, errando… Toquei alguns projetos que quebraram lindamente e outros que tiveram sucesso, como o Fit Experts, Não Tenho Ideia e o Vá Mais Longe.
Minha história é longa. Tem muita coisa no meu site na página de Sobre.
2 – Como foi o início do Não Tenho Ideia? E porque escolheu esse nome?
Confuso. Eu queria ajudar as pessoas que estão passando pelo que eu passei. Queria mostrar pra ela que existe um caminho. E se elas conhecem esse caminho, elas podem ir mais longe. Eu estudei, pesquisei, errei, apliquei… Acho que isso é legal de compartilhar!
O nome vem de: não tenho ideia de como começar um negócio, não sei o que fazer no meu projeto, não tenho ideia do que fazer agora… Saca?
3 – Como você analisa o Marketing Digital em meio a crise econômica?
É um mercado que se sobrepõe a essa crise. Na verdade não vejo tanta crise assim… Tudo depende de como você faz o seu trabalho. Eu nem gosto do termo marketing digital. Eu não trabalho com isso, eu trabalho com empreendedorismo e ponto.
A galera gosta muito de dar nomes e tal. Marketing Digital é ferramenta.
Meus negócios prosperaram no meio dessa crise, dos meus amigos também. Crise pra uns, oportunidade pra outros. Tudo tá atrelado a como você vê e como você reage.
4 – Qual a dica que você dá aos empreendedores que estão iniciando a sua jornada no mercado?
Começa. Não vai ser perfeito, você vai ficar com medo. Mas começa. Essa é a diferença básica de quem tem resultado pra quem não tem. Nesse caminho nunca esqueça de ser você mesmo, autenticidade é tudo. Trabalhe duro, entregue MUITO mais do que promete e ajude as pessoas.
5 – Você é um cara jovem e já faz sucesso no Marketing Digital. Qual dica que você pode dar para alguém que está começando sua jornada?
A base é a mesma: Autenticidade + Valor + Conhecimento + Aplicação + Networking = resultados. Aproveita e usa as ferramentas que estão ao seu alcance. Você não precisa de muito dinheiro e nem de 12 horas por dia. Dá uma lida aqui e aqui.
6 – Considero você um jovem que faz a diferença no Marketing Digital e que realmente ama o que faz. O que você pode dizer para os jovens que ainda estão em busca de fazer o que amam?
Fazer o que ama pode ser uma coisa hoje e outra amanhã. O que não pode nunca é você ficar preso ao que você não gosta de fazer e sente que não faz a diferença. Mais do que fazer o que ama, junte isso a fazer a diferença.
7 – Conte também sobre o Vá Mais Longe, seu projeto em parceria com o Chico Montenegro. 
Esse foi um projeto que a gente criou com um propósito: Mostrar que QUALQUER pessoa pode ser, ter e fazer o que quiser. Ela só precisa dos conhecimentos e das ferramentas certas. Isso aconteceu com a gente…
Nós juntamos alguns grandes amigos e especialistas em todos os temas de desenvolvimento humano e hoje nós somos um movimento que quer ajudar essas pessoas que nos acompanham. O Vá Mais Longe não é nosso. É de todas essas pessoas e pra essas pessoas. Temos o site, o blog e o grupo do Facebook. Em breve tem mais!
8 – A maioria dos leitores do Superstorm são empreendedores ou tem o interesse em abrir um negócio. Diga a eles porque não devem desistir na primeira adversidade?
Todo mundo erra. Em algum ponto, pelo menos. Seus erros são aprendizados. E você só precisa de um acerto.
9 – Quais filmes e livros você indica para o jovens que querem seguir o caminho do empreendedorismo? 
Nossa… Tem MUITO. Eu tenho uma lista gigante de livros. Mas A Educação dos Futuros Milionários e Lidando com a Incerteza são indispensáveis.Filmes: O Homem que mudou o jogo, Invencível (Unbroken), O Vencedor e Guerreiro.
10 – O que faz uma pessoa sair do comum e ir mais longe?
Ter os conhecimentos e as ferramentas certas. Com isso, ela pode abrir os olhos pro que tem na frente e encarar tudo mesmo que role um medo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.