Superstorm Entrevista: Pedro Filizzola

Superstorm Entrevista: Pedro Filizzola

Oi, pessoal!

Nosso Superstorm Entrevista desta semana é especial, com um cara acima da média: Pedro Filizzola, CMO da Samba Tech!

Tive o prazer de bater um papo com o Pedro e saber mais sobre a Samba. Para quem não sabe, a Samba Tech pelo segundo ano consecutivo foi selecionada pelo AlwaysOn como uma das empresas de tecnologia mais inovadoras do mundo e convidada a receber o prêmio AlwaysOn Global 250.

Como foi o início Samba Tech?

A Samba Tech surgiu ainda na faculdade com o nosso CEO Gustavo Caetano.Na época, ele comprou um celular, top de linha e ao tentar baixar um joguinho, não conseguiu. Segundo as teorias de marketing, quando se quer algumas coisa que não existe é porque tem demanda e possivelmente um mercado. Nesse momento, ele viu uma grande oportunidade de negócio, fundou a Samba e passou a vender joguinhos para celular. Como o mercado era novo, em um ano de operação já atuava em toda a América Latina. Rapidamente, o que era uma novidade se tornou um oceano vermelho. Muitos concorrentes e o poder de negociação na mão das operadoras. A saída foi mudar os rumos da Samba Tech e construir uma tecnologia própria focada na gestão e distribuição de vídeos online, um mercado que começava a se aquecer. Hoje, a Samba caminha a passos largos e é reconhecida como líder em soluções para vídeos online na América Latina.

Hoje a Samba Tech e a Samba Ads fazem parte do Samba Group. Como surgiu a ideia de criação de uma holding para centralizar as três empresas?

Vimos a necessidade de criar uma holding para centralizar as empresas que nasciam. Dessa forma passamos o know-how e compartilhamos esforços no início até que a empresa se estabilize.

Aqui no Superstorm, temos muitos leitores empreendedores e outros que estão iniciando nessa jornada. O que faz uma startup sair do papel e se tornar um sucesso na prática?

Foco: resolva um problema real e desenhe uma linha na areia sabendo o que você faz, mas principalmente o que você não faz. “Quem faz tudo não faz nada”.

Como é o ambiente de trabalho na Samba?

Inovação está no nosso DNA! Nosso ambiente é jovem, descontraído com uma estrutura totalmente flat, horizontal. Hierarquia não é o nosso forte. Aqui na Samba estimulamos a criatividade de todo o nosso time.

Você acredita que o Brasil ainda está muito atrás de outros países em relação aceleradoras, investidores e incubadoras?

Estamos um pouco atrás, mas felizmente de um tempo pra cá, está melhorando muito. Tem surgido cada vez mais empreendedores. A cultura empreendedora é muito legal, surgem sempre soluções inovadoras e ainda geram emprego.
O mercado europeu e dos EUA já estão consolidados, isso facilita o surgimento de novas empresas por lá.

Quais são os desafios da Samba Tech?

Momento de crise é sempre complicado, mas temos crescido de forma consistente durante esse ano. Os nossos produtos levam soluções às empresas para melhorar a comunicação, aumentar a produtividade e reduzir custos. Com esse posicionamento, conseguimos abrir muitas portas. O maior desafio de uma empresa de tecnologia é inovar sempre e se diferenciar no mercado. Na Samba, estamos sempre atentos às novas tendências e prontos para nos adaptarmos a qualquer mudança. Costumamos dizer sempre: “Go Big Or Go Home”.

Como é usado o marketing dentro da Samba Tech?

Há um ano e oito meses atrás não fazíamos nada do que fazemos atualmente. Hoje, o Marketing faz parte do corpo da Samba Tech. Somos uma equipe programada para gerar oportunidades de venda para a equipe comercial. Sem sombra de dúvidas, somos a área que mais cresce na Samba.

superstorm

Related Posts
Leave a reply