O que esperar do Inbound Marketing em 2016? O Facebook vai mudar a forma como as pessoas fazem buscas na internet? É melhor investir em conteúdo viral ou em conteúdo atemporal?
Batemos um papo com o Vitor Peçanha, Co-Fundador da Rock Content e ele respondeu essas e outras perguntas sobre o que mercado de Marketing Digital para este ano. Confira abaixo o bate papo completo.

ASB: O Marketing enfrentou diversas mudanças nos últimos anos e prossegue numa evolução constante. É fato que, quanto mais a tecnologia evolui, mais mudanças ocorrem nos hábitos dos consumidores, que se tornam cada vez mais exigentes e menos pacientes.

Seguindo a estratégia de início de ano, vários sites e portais, do Brasil e até mesmo da gringa, já fizeram suas apostas sobre o que vai prosperar e o que não vai mais vingar no marketing em 2016.

Como você vê essas previsões? Acredita ser possível mensurar como será o ano para uma ciência que não é exata?

Vitor Peçanha: Bem, o marketing apesar de não ser exato como a matemática, por exemplo, não deixa de ser uma área de estudo amplamente mensurável e com tendências observáveis. Acredito que é possível fazer previsões sim, baseado no que vemos por aí e que está surgindo como tendências.

Obviamente, como em qualquer área (até mesmo as mais exatas), haverá muitas previsões erradas, mas a brincadeira é essa, não?

ASB: E como será 2016 para o Inbound Marketing?

Vitor Peçanha: 2016 será um ótimo ano para o Inbound Marketing, principalmente no Brasil. Ele finalmente se tornou uma metodologia amadurecida e adotada por empresas de todos os portes. Já temos eventos grandes, como o RD Summit, sobre o assunto e empresas cada vez mais especializadas nas várias necessidades de mercado que o Inbound cria.

A penetração de mercado da Internet também continua crescendo em ritmo acelerado, o que favorece o Inbound.

ASB: Com a popularização do Inbound e do Content Marketing, a competição por palavras-chave, page rank, etc, vai ficando cada vez mais acirrada. Qual estratégia você acredita que será mais eficaz para conseguir se sobressair a essa concorrência cada vez mais intensa?

Vitor Peçanha: As empresas que quiserem se sobressair no mercado terão de adotar o Inbound de maneira séria e estruturada, com processos e documentações. Só assim as empresas conseguirão produzir conteúdos de qualidade, extremamente direcionados e customizados para seu público  com frequência.

ASB: Em 2015 vimos o conteúdo interativo, e muitas vezes com prazo de validade curto, ganhar cada vez mais espaço e relevância. Você acredita que em 2016 esse tipo de conteúdo deve ser o foco? 

Vitor Peçanha: Em geral existe um problema de percepção do público em relação a quais conteúdos são os mais importantes em uma estratégia de marketing de conteúdo. Conteúdos de validade curta, mas que ganham alta exposição, costumam chamar a atenção, claro, mas raramente são a base de uma boa estratégia, pois é difícil prever qual conteúdo irá realmente se tornar um “hit”.

Já conteúdos “evergreen” (ou seja, de longa duração), apesar de quase nunca estarem em grande destaque, são capazes de trazer um tráfego constante e previsível de visitantes, algo muito mais vantajoso para qualquer empresa.

O ideal é usar das duas estratégias e eu acredito que com o amadurecimento das empresas em relação ao Inbound isso acontecerá com mais frequência e o deslumbramento com o que chama atenção, mas não necessariamente resultados, diminuirá.

ASB: Muito se comenta sobre as mudanças que estão ocorrendo no Facebook, e em como isso vai impactar na usabilidade de buscadores, como o Google. Você acredita que haverá uma mudança tão grande de hábitos dos usuários a ponto de impactar o SEO?

Vitor Peçanha: Sempre haverá especulações sobre os próximos passos do Facebook em tentar se tornar cada vez mais onipresente na vida online das pessoas. Uma das principais especulações é de que ele quer “substituir” o Google como lugar central em que as pessoas buscam – e encontram – informações.

Acredito que haverá impacto no SEO como técnica, mas é a continuidade de um processo que já está acontecendo há um tempo, logo, nada muito radical.

 

Você também pode acessar o conteúdo original: http://appstudiobrasil.com.br/marketing-em-2016-entrevista-com-vitor-pecanha/

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.