Marketing deve ser a palavra com mais variações possíveis de nichos. Já parou para pensar nisso?

Acompanhar todos os movimentos que nascem em torno deste conceito é ultra necessário. Ou podemos estar fadados a estratégias antiquadas, desalinhadas com a realidade que vivemos.

As mudanças refletem tendências muitas vezes.

A era digital abriu leque para uma coleção de definições associadas ao Marketing:Corporativo, de Relacionamento, de Atendimento, Pessoal… e cada uma dessas especialidades, funciona.

Está diretamente ligada a definição dos objetivos que se deseja alcançar. E muitas vezes se completam.

Para quem trabalha nessa esfera eu aviso: já estamos na Era Pós Digital.

Acreditam?

Sim, PÓS digital. Afinal, já vivemos de forma cotidiana neste ambiente. Como diz, Walter Longo (Presidente da agência Grey Brasil) “Não existe mais o mundo digital ou real, eles agora são um só … “.

O movimento cresceu, e mudou. O público está diferente, é importante e necessário então conhecer o momento atual e se POSICIONAR!  

  •  É preciso ACOMPANHAR a evolução: os anunciantes precisam acompanhar os consumidores que seguem vorazes conhecendo e experimentando novas plataformas de mídias.
  •  Se ATENTAR para as tendências: estar onde o consumidor está. Recentemente, ouvi um relato de uma gerente de Call Center sobre uma redução bem grande nas conversões de atendimentos ATIVOS de sua operação (Uma instituição filantrópica que pede doações). Fazendo uma breve análise percebi que o público potencial estava presente de forma expressiva nas mídias sociais da Instituição, com engajamento e interações bastante positivas. Imediatamente, criei estratégias para resgatar neste ambiente, as possíveis doações que antes eram feitas através do Call Center por boletos bancários.
  •  É preciso estar com TIMING sempre ligado: a comunicação está sendo distribuída e gerada de forma MULTIPLICADA. As possibilidades e velocidade com que aINFORMAÇÃO é transmitida varia, mas de modo geral é muito RÁPIDA. E muitas vezes sofre “efeito” PinBall: vai, bate, volta de forma muitas vezes imprevisível. Há públicos denominados“advogados” da marca de tão fiéis que se tornam após esse relacionamento criado pelo consumo e elo criado através da comunicação. A comunicação não acaba quando termina, veja bem…

3 tópicos FUNDAMENTAIS para quem quer continuar VIVO no Marketing!

É preciso se PREPARAR: ou será engolido!

Abraços, Tatti

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.