Como divulgar seu trabalho nas Mídias Sociais?

Como divulgar seu trabalho nas Mídias Sociais?

“À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”. Esse provérbio que surgiu em 62 a.C. após um escândalo em Roma envolvendo o homem mais poderoso do mundo, Júlio César, e a esposa dele, Pompéia, hoje pode muito bem traçar o caminho a ser perseguido por marcas e profissionais liberais: não basta SER excelente nos serviços e produtos que vende, é preciso PARECER excelente. Sim, reputação é tudo, seja para pessoa jurídica ou pessoa física. Ela abre ou fecha portas, justa ou injustamente. Pois bem. Partindo do princípio que precisamos PARECER além de SER, decidimos hoje dar um toque aos profissionais liberais que ainda não sabem a forma correta de se posicionar nas Mídias Sociais para divulgar o seu negócio.

Dê uma olhada nas dicas da Tyngu:

#1 Proteja seu nome

Quando você é a própria marca, ou melhor, quando a sua marca é aquele título que você recebeu dos pais na certidão de nascimento, todos os cuidados possíveis e impossíveis devem girar para proteger “ele”: o seu nome. Ele é seu alicerce, suas paredes e seu telhado. Se algo atinge o seu nome, desaba o edifício inteiro. Para evitar que isso aconteça, preste um bom serviço a seus clientes e pacientes (é claro!), seja ético com todos (é óbvio!), e esbanje educação fora e dentro do consultório ou escritório. As pessoas prestam atenção na forma como você se comporta em todos os lugares e com todo mundo. Elas esperam que você seja, além de educado, politicamente correto. Lembra o caso do dentista estrangeiro que matou o leão em extinção? Pois é, a foto do dentista circulou no mundo inteiro e o futuro profissional do moço – que poderia ser o melhor dentista do universo – bem, você já pode imaginar. Nas mídias sociais você pode ser exposto da forma como jamais imaginou, tanto por suas boas ações, quanto pelas más. Uma foto, um áudio ou “print screen” que deponha contra você pode causar estragos imensuráveis.

#2 Separe o pessoal do profissional  

Para ter um bom posicionamento profissional nas Mídias Sociais é preciso saber de fato o que você está fazendo ali. É totalmente diferente de ter um Facebook pessoal em que você posta piadinhas, fotos em que está bebendo com os amigos, ou coisas do tipo. Um perfil ou página de trabalho deve, se possível, ser administrado por um profissional da área. Se você não tiver como contratar alguém para fazer isso, faça algum curso para aprender as técnicas. E tenha em mente: construir e consolidar uma imagem com a ajuda das mídias sociais exigirá de você dedicação. Para garantir uma boa presença virtual, você terá que planejar os conteúdos que irá postar, a forma como irá apresentá-los, os melhores horários para atingir um número maior de internautas, e também deverá reservar tempo para interagir com os seus seguidores. E sempre lembrando que sua postura pessoal não pode se confundir com a profissional.

#3 Esteja nos canais corretos

Há uma série de canais na internet à sua disposição, mas será que todos servem para você? Estar no YouTube pode ser relevante para um tipo de profissional, mas pode ser desnecessário para outro. Se a sua praia não é mostrar o que faz na forma de vídeos (por exemplo, se você não é um psicólogo que acha interessante gravar vídeos curtos falando sobre temas do comportamento humano), ignore o YouTube e invista tempo e energia naquilo que o colocará em contato com um conjunto mais amplo de clientes, pacientes, parceiros de trabalho, fornecedores, acadêmicos etc. O Facebook, em geral, é útil a diversos tipos profissionais. Já o Instagram é ótimo para quem precisa divulgar imagens do que faz, como um consultor de estilo, por exemplo. O Pinterest pode ser interessante a decoradores e arquitetos que buscam ali se inspirar em imagens desses universos. Quanto ao Twitter, este pode servir àqueles que gostam de propagar informações de forma pragmática, por exemplo, divulgando ali o link de um artigo que leu, escreveu, etc. O LinkedIn para profissionais liberais é básico: esteja lá e se cerque de profissionais do seu meio de atuação.

#4 Seja referência

Mostre ao mundo que você entende bastante do assunto no qual está envolvido. Participe de grupos no Facebook, LinkedIn, entre outras redes, e vasculhe a internet em busca de fóruns de discussão sobre temas com os quais você lida no dia a dia. Interaja com blogueiros do seu meio, comente os posts, compartilhe em suas redes sociais, faça-se presente com intervenções inteligentes e pertinentes. Trabalhe para que seu nome apareça aqui e ali como quem está realmente por dentro daqueles assuntos discutidos, trazendo informações que ninguém tem, contribuindo para debates elevados, expandindo visões e melhorando o nível de conhecimento geral.

#5 Compartilhe seus conhecimentos

Quando se é conhecedor de um assunto é quase um desperdício guardar tanto conhecimento para si mesmo. Divida o que sabe! Para isso, crie um blog ou um site, já que nesses canais dá para desenvolver um assunto com mais profundidade. Mas atenção: não escreva demais porque hoje em dia ninguém tem paciência de ler textos longos na internet. Escreveu no blog ou no site? Aí é só compartilhar suas postagens nas redes sociais. Assim você cria um fluxo de informações que vão circulando e fidelizando leitores. Ah, sim, isso fará com que você seja encontrado mais facilmente quando alguém digitar no Google um tipo de trabalho que está buscando, e sobre o qual você escreveu no seu site ou blog.

O que você achou das dicas? Tem outras para compartilhar?

Tyngu

Nós ensinamos habilidades e estratégias de Marketing Digital para ajudar pessoas e empresas a construir negócios e desenvolver carreiras. Somos uma plataforma de cursos online, que ensina as habilidades necessárias para empreendedores, profissionais, empresas de qualquer tamanho e times de vendas serem bem sucedidos na era do marketing digital.

Related Posts
Leave a reply