10 Metas Smart para fazer seu negócio decolar em 2017

10 Metas Smart para fazer seu negócio decolar em 2017

Depois de um ano difícil, é hora de fazer com que o seu negócio tenha as oportunidades de crescer e decolar de vez no mercado, conquistando robustez e o seu lugar ao sol. Para isso, se planejar e definir o que deve ser feito são tarefas indispensáveis e ajudam na orientação de todo o processo.

Nesse sentido, definir metas é especialmente importante para garantir que o negócio saiba exatamente para onde ir e o que fazer. Ao mesmo tempo, não é qualquer meta que vai conseguir orientar a empresa rumo ao sucesso.

É justamente por isso que são utilizadas as metas smart, altamente estratégicas e de grande auxílio para a conquista de resultados consistentes. Quer fazer o seu negócio decolar em 2017? Então veja a seguir 10 metas para aplicar desde já!

Como elaborar um plano de metas?

Para ter um plano de metas adequado é preciso, em primeiro lugar, reconhecer a diferença entre objetivos e metas. O objetivo é o ponto final e, por isso, o maior e mais abrangente. Buscar o crescimento da empresa, por exemplo, é um objetivo.

Já a meta consiste em todas as etapas que são necessárias para construir esse objetivo. Elas correspondem aos passos que o seu negócio precisa dar para chegar ao objetivo final. Se tudo isso fosse uma viagem, o objetivo seria o destino final e as metas, o caminho para chegar até lá.

Portanto, em um plano de ação metas e objetivos devem andar juntos já que somente assim é possível garantir a conquista de resultados. Para colocar em prática a técnica smart metas devem seguir as seguintes características:

Específica

De abrangente já basta o objetivo. Por isso, você deve se perguntar “Minha meta trata de um só ponto ou é muito genérica?”. Em geral, vale mais a pena definir várias metas específicas do que somente uma que causa confusão sobre o que ela realmente trata.

Mensurável

Uma meta smart precisa ser mensurável, o que significa que ela deve ter uma abordagem qualitativa. Dizer que você deseja aumentar as vendas não é mensurável, enquanto tratar do aumento das vendas em 50%, é algo que pode ser medido.

Alcançável

A meta definida tem que ter a ver com o que é possível fazer. Se ela não for alcançável, gera desmotivação e, ao final, erros de análise. Por isso, considere os recursos e a s condições do mercado para fazer uma definição condizente.

Relevante

É fundamental que a meta tenha a ver com os objetivos estratégicos do negócio. Assim, é preciso que o seu alcance traga resultados positivos para o negócio e que crie uma situação melhor do que a anterior.

Temporal

Além disso, as metas smart precisam estar associadas a um período de tempo. Isso gera motivação e também permite uma análise mais dinâmica.

Metas Smart

Quais são as 10 metas smart para fazer seu negócio decolar em 2017?

Para fazer uma definição mais apropriada de metas smart, alguns bons exemplos são bem-vindos. Ao conhecer o que pode ser feito, o plano de metas fica muito mais ajustado e com mais chances de sucesso.

Embora seja necessário fazer adaptações para a realidade da sua empresa, abaixo você vai conhecer 10 metas smart que podem fazer seu negócio decolar em 2017. Confira:

1. Criar e implementar um novo plano de vendas no primeiro trimestre

Para garantir que o seu negócio mantenha-se atualizado e capaz de gerar novas oportunidades, uma meta smart consiste em criar e elaborar um novo plano de metas até o primeiro trimestre. Embora esse seja um exemplo que deve ser adaptado, o período de três meses normalmente é suficiente e evita que a empresa perca muito tempo de aproveitamento do plano.

A mensuração da meta se dá pelo acompanhamento qual é a porcentagem pronta do plano de vendas, de modo a ser possível acompanhar o cumprimento dessa meta.

Ela é importante para o seu negócio decolar porque vai mudar a forma como os seus clientes são abordados. Com novas técnicas e etapas, é possível desburocratizar o atendimento e tornar tudo mais ágil.

2. Diminuir o ciclo de vendas em X% até o primeiro semestre

Por falar em agilidade, é preciso justificar a implementação de um novo plano de vendas. Com isso, uma das metas associadas deve ser a diminuição do ciclo de vendas. De uma maneira geral, isso significa que vai levar menos tempo entre o contato inicial é a conversão de um cliente.

Isso economiza recursos, dá mais dinamismo e produtividade à empresa e melhora seus resultados. Assim, é possível definir como meta diminuir o tempo do ciclo de vendas em uma determinada porcentagem que seja mais indicada para o seu negócio.

Como o plano de vendas será implantado no primeiro trimestre nesse exemplo, a métrica relacionada ao ciclo de vendas pode ser avaliada ainda no primeiro semestre para identificar se houve ou não uma modificação considerável.

3. Aumentar as vendas em X% ao final do ano

Se a intenção é diminuir o ciclo de vendas e manter a mesma disponibilidade de equipe é preciso que as vendas também aumentem para consagrar esses resultados. Do contrário, não há acréscimo de produtividade e a empresa também não consegue decolar nesse ano.

Sendo assim, vale a pena definir um aumento percentual de vendas em relação a 2016, a ser medido no final do ano. Se no ano anterior foram realizadas 5 mil vendas, por exemplo, pode-se definir um aumento de, por exemplo, 30% para 2017, chegando a cerca de 6,5 mil vendas no ano.

Esse tipo de meta pode ser, inclusive, definida para cada produto do mix do negócio. Assim, fica mais fácil controlar quais tiveram o melhor desempenho em relação aos demais.

4. Elevar o faturamento em X% ao final do ano

Outra entre as metas smart é o aumento de determinado percentual do faturamento ao final do ano, em relação ao período anterior. Essa meta é importante porque, juntamente do aumento de vendas, oferece uma boa avaliação da empresa.

Por exemplo: se o faturamento consegue atingir a meta, mas as vendas não, então não significa que o negócio cresceu, apenas que os produtos ficaram mais caros. Por outro lado, se a empresa consegue vender mais, mas não consegue atingir o faturamento desejado, pode significar que o preço está definido de maneira incorreta ou que os custos estão muito elevados, no caso de olhar para o lucro.

Com um aumento de faturamento e vendas, por outro lado, a empresa consegue ter mais dinheiro e mais oportunidades para crescer e para se manter no mercado.

5. Diminuir os custos em X% em Y meses

Porém, um aumento de faturamento não vai ser tão positivo se ele não estiver associado a uma redução dos custos. Quanto menos o negócio gasta, mais ele lucra. Se a isso estiver associado um aumento considerável no faturamento, os resultados são a garantia da decolagem da empresa.

Assim, vale a pena estabelecer como meta um percentual de redução dos custos em um período estabelecido. Essa meta pode ser feita tanto para 3 ou 6 meses como também mensalmente, se quiser mais acompanhamento.

Além disso, dá para determinar essa redução de maneira mais específica, como ao agrupar despesas com fornecedores e matéria-prima e as despesas com água e energia elétrica. Assim, dá para ter mais controle sobre qual área tem melhor desempenho.

6. Ampliar os investimentos na área A em X% até o meio do ano

Se a empresa conseguir aliar o aumento do faturamento à diminuição dos custos, o lucro aumenta e o maior dinheiro disponível em caixa, também. Se o objetivo é decolar, entre as metas smart precisa haver uma questão ligada à ampliação dos investimentos.

Nesse caso, é necessário definir qual é a área do seu negócio que vai receber o investimento, como a área de marketing digital ou de TI. Também é preciso definir um percentual de aumento em relação até o meio do ano, por exemplo.

A partir disso, o monitoramento de outros resultados vai permitir que, ao final do período, o seu negócio saiba o que trouxe mais retorno, garantindo que haja tempo o suficiente para que os esforços ofereçam resultados.

7. Reduzir a média mensal de reclamação dos clientes sem X% em Y dias

Uma elevação nos investimentos impacta diretamente a qualidade do que é oferecido ao cliente final. Se há mais investimento em marketing digital, por exemplo, o relacionamento melhora. Quando o investimento é em tecnologia, a automação traz seus benefícios.

Sendo assim, a empresa deve trabalhar, em curto prazo, para reduzir o número de reclamações do cliente. Para tanto, vale a pena conhecer a média mensal e instituir ações, dentro de uma determinada quantidade de dias, para conseguir diminuir esse valor dentro de certa porcentagem.

Se a média mensal de reclamação é de 20 reclamações, por exemplo, ao instituir a redução de 50% como meta em 120 dias, espera-se que ao final do quadrimestre a empresa tenha apenas 10 reclamações por mês.

8. Melhorar a satisfação do cliente em X pontos em Y meses

Quando os clientes reclamam menos, há um sinal de evolução em relação à satisfação. Com isso, outra entre as metas smart é a melhora da satisfação do cliente em uma janela de tempo específica.

Para tanto, a empresa pode utilizar o Net Promoter Score (NPS), que oferece uma visão numérica de satisfação dos clientes. Quanto maior ela for, melhor é para o negócio. Sendo assim, dá para instituir que o valor de NPS deve aumentar uma determinada quantidade de pontos em certa quantia de meses.

Se o NPS atual da empresa é de 60, por exemplo, dá para definir o aumento para 70. Considerando que as ações de redução de reclamação vão durar 4 meses, o prazo para aumento do NPS pode ser de 6 ou 8 meses. Assim, dá para garantir margem o bastante para que os resultados apareçam.

9. Aumentar o número de compras recorrentes em X% em Y meses

Clientes mais satisfeitos são clientes fidelizados. Como você já sabe, clientes fiéis são aqueles que retornam mais comumente. Por isso, vale a pena definir também como meta o aumento de número de compras recorrentes em determinada porcentagem para certo período de meses.

Essa meta é importante porque quanto mais satisfeito o cliente fica, mais chances ele tem de voltar. Além disso, um cliente fidelizado gasta, em média, 30% a mais do que um cliente novo. Isso pode impulsionar o seu negócio, já que é mais barato convencer alguém que já comprou a adquirir novamente.

Acompanhar essa métrica também é importante para cruzar em relação a um aumento na satisfação. Se esse aumento não for refletido em aumento nas compras recorrentes, significa que, de alguma forma, a equipe de vendas não está atuando da maneira adequada para convencer os clientes a comprar novamente. Com isso, a empresa ganha a chance de corrigir o problema e gerar melhores resultados.

10. Diminuir o turnover em X% no primeiro semestre

Não menos importante, o turnover ou taxa de rotatividade precisa de atenção especial na definição de metas do negócio. Isso porque não adianta almejar aumentar as vendas, o faturamento ou o lucro se não houver pessoas capazes de colocar essas ações em prática.

Além disso, uma alta rotatividade também aumenta os custos e diminui a produtividade, afetando negativamente as demais metas. Com isso, vale a pena estabelecer a redução do turnover em um determinado percentual no primeiro semestre.

Isso garante que o negócio não passe o ano inteiro gastando com contratações e perdendo vendas e também oferece maior controle sobre o que é mais efetivo para manter os colaboradores motivados e dentro do negócio.

As metas smart são muito importantes para o negócio porque são específicas, mensuráveis, relevantes, alcançáveis e temporais. Tudo isso favorece sua motivação e o planejamento, e permite que os resultados desejados sejam conquistados. Dentre as que você pode aplicar estão metas ligadas às vendas, ao faturamento, à satisfação dos clientes e à permanência dos colaboradores. Ao atingir todas, seu negócio estará muito mais robusto e qualificado ao final do ano!

Você pretende aplicar essas metas em seu negócio? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Não deixe de usar os comentários!

Este artigo foi produzido pela equipe Guia-se – Agência de Marketing Digital!

superstorm

Related Posts
Leave a reply