Superstorm Entrevista: Diego Gomes

Superstorm Entrevista: Diego Gomes

Olá, pessoal!

O nosso Superstorm Entrevista de hoje é com um dos caras mais influentes em Content Marketing no Brasil, apresento a vocês: Diego Gomes.

Tive o prazer de ser aluno dele e aprendi bastante com seu conhecimento que é transmitido de maneira simples e eficiente a todos.

Agora preparei esta entrevista para você conhecer mais sobre o Diego e sobre a Rock Content.

Vamos lá, está imperdível!

1 – Diego, você é co-fundador da Rock Content, como foi o início da startup?

Antes de começar a Rock Content, vimos o sucesso e o crescimento da indústria de marketing de conteúdo nos EUA. O crescimento era assustador, dada a velocidade que o mercado adotava conteúdo em detrimento de soluções de marketing mais tradicionais. Por isso resolvemos criar a Rock Content e ajudar empresas no Brasil a ter estes mesmos resultados.

2 – Quais são as soluções que a Rock Content oferece aos seus clientes?

Nós possuímos uma plataforma de marketing de conteúdo que ajuda os clientes a planejar todo o processo de criação de conteúdo. Hoje ajudamos empresas com produção de posts de blog, ebooks e também temos serviços de consultoria para ajudar empresas a terem o sucesso que temos tido criando nossa própria audiência de mais de 200 mil profissionais de marketing que acompanham nosso blog todos os meses.

3 – Como era sua vida profissional antes da Rock Content?

Sempre trabalhei em startups e prestei consultoria/serviços de marketing digital. Antes da Rock Content, passei por Samba Tech e Via6, além de ser conselheiro de diversas outras startups.

4 – Vamos falar sobre startups. Qual a sua opinião sobre o ecossistema de startups no Brasil?

Está crescendo rápido, amadurecendo. Cada vez mais indo na direção certa, de criar negócios sustentáveis.

5 – Ainda falando sobre startups, você acredita que o Brasil ainda está muito atrás de outros países em relação aceleradoras, investidores e incubadoras?

Sim, com certeza.

6 – Você é um empreendedor, e claro, já deve ter tido muitas ideias ao longo da sua jornada. O que faz uma ideia se tornar um sucesso na prática?

Trabalho duro. Ideia vale muito pouco se você não arregaça a manga e vai pro front colocá-la em prática. No mundo real a ideia sofre constantes iterações e evolui. Quando fica guardada ela não vale nada.

7 – Qual dica você pode dar ao empreendedor que está dando os primeiros passos no mercado digital? Em quais processos ele deve ter uma atenção redobrada?

Google Analytics é seu melhor amigo. Meça tudo, desde o dia 1. Outro ponto importante é definir com quem se quer falar. Se você sabe quem é o seu cliente, ou ao menos tem um palpite, tudo se torna mais fácil.

8 – Sabemos que você é um cara apaixonado por vendas e marketing de conteúdo. Como isso tudo começou?

Sempre gostei de marketing. Comecei dando consultorias de SEO e Google Adwords, e fui me aprofundando um pouco de cada vez. Depois de um tempo conheci o marketing de conteúdo e me apaixonei. Afinal, com ele possível gerar valor para seu cliente, antes mesmo de ele se tornar cliente.  Sobre vendas, aprendi por necessidade, pois nenhum dos meus sócios tinha essa habilidade. Tive que me virar e “pegar o telefone”. Foi uma experiência fantástica. Estudei muito, tive muitos mentores e aprendi que vendas é uma das profissões mais interessantes e sub valorizadas no Brasil. Vender é ajudar pessoas a resolver problemas e atingir resultados. Essa mudança de paradigma me fez me apaixonar pela profissão.

9 – Qual a sua expectativa sobre o crescimento do marketing de conteúdo no Brasil?

Acho que estes 3 gráficos do Google Trends dizem tudo:

Buscas por content marketing nos EUA:

Buscas por content marketing nos EUA

Buscas por marketing de conteúdo no Brasil:

Buscas por marketing de conteúdo no Brasil

Comparando os 2 em volume total:

Comparando os EUA e Brasil em volume total

O potencial é claro e mostra que a conversa sobre marketing de conteúdo no Brasil ainda nem começou.

10 – Marketing como despesa x Marketing como investimento. Como você enxerga isso, diante da crise vivida no mercado?

Para saber se seu marketing é despesa, Faça o seguinte exercício:

Se você demitir toda a sua equipe de marketing e cortar todos os custos, qual o impacto disso no seu negócio? Se a resposta é “nenhum”, é hora de repensar. Agora, se quando você para seus investimentos de marketing e as vendas param também, isso significa que seu marketing é um investimento. O exercício acima é absurdo, mas com ele dá para ter uma visão geral. Conheço muitas empresas no Brasil que investem em marketing, tem bons retornos, mas não medem com precisão. Conheço também várias que rasgam dinheiro e marketing com certeza é uma despesa. Essa é uma conversa difícil, mas eventualmente todo empresário tem que tê-la com seu diretor/gerente de marketing para garantir a sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo.

 

superstorm

Related Posts
Leave a reply