As pessoas entendem o que falamos?

As pessoas entendem o que falamos?

Todas as vezes que converso com a Tatti Maeda, por mais curto que seja o diálogo, saio com algum aprendizado ou reflexão profunda.

Estávamos conversando sobre a paixão que temos de levar para outras pessoas sobre o que aprendemos no meio digital, seja por meio de palestras, aulas ou de textos publicados na Internet. E a conversa foi além disso, a importância da linguagem utilizada que garante se as pessoas vão entender ou não sobre o que estamos falando.

Antes de mais nada, penso que todo bom Gestor de Conteúdo precisa entender as funções de cada Mídia Social usada. Isso esclarecido, respeitando as características de cada rede, por exemplo, não criar uma arte com 70% de texto para o Instagram. Está certo que é uma rede para imagens e vídeos curtos. Mas, será que é mesmo eficiente criar algo repleto de texto? Talvez seja mais legal fazer uma arte interessante e colocar as informações na legenda. Sei que pode parecer óbvio, mas, tem muita gente errando nisso.

Na conversa com a Tatti, comentei sobre como a linguagem simples aproxima o tema abordado em um texto do leitor. Afinal, escrevemos para nós mesmos ou para as outras pessoas? Está certo, que muitos de nós fazemos notas mentais no meio digital, que não vem ao caso agora (acho que isso até vale um post para outro momento).

A Tatti é uma excelente gestora de conteúdo, os textos dela são deliciosos de ler. Falam do nosso cotidiano, de questões pessoais e profissionais, com leveza e que geram identificação do leitor com os temas.

É tão ruim ler textos sobre assuntos de interesse e que mais dificultam o entendimento do que esclarecem, não é mesmo? Quantas vezes vamos ler uma postagem ou uma notícia que mais nos confunde do que esclarece? O que poderíamos fazer para melhorar nossas postagens?

Boas práticas:

  • Deixe claro qual é o tema abordado.
  • Tenha em mente as informações mais importantes do seu texto. Existem pessoas que gostam mais de escrever textos no estilo de redações escolares, com o famoso “começo, meio e fim”. Mas, a técnica jornalística chamada Pirâmide Invertida também é bem interessante. Traz o conteúdo mais importantes para o início do texto e desenvolve um bom texto intercalando as informações. Assim, o internauta já entende a ideia principal no primeiro parágrafo.
  • Dedique tempo na escolha das palavras que vão ser usadas. Lembre-se que um bom gestor de conteúdo é aquele que torna a mensagem mais clara e não o que dificulta o entendimento da mensagem.
  • Já vi diversas postagens falando sobre o tamanho ideal de textos para a Internet. Acredito que o ideal seja um post claro, coerente e conciso, ou seja, aquela que passa a informação sem enrolação.
  • Leia os comentários nas postagens e interprete os gráficos das redes sociais. Entenda o que o público espera do material que você publica, se rejeita ou mesmo, não consegue entender sobre o que fala.
  • Seja você.Vivemos na Era da Informação, onde o jornalismo muitas vezes mais desinforma do que informa. E se você tem a oportunidade de falar com alguém, que seja com eficiência.Até a próxima! =)
Elis Amâncio

Elis Amâncio é jornalista especialista em Comunicação Digital, consultora, palestrante e professora de Mídias Sociais. Palestrou sobre Gestão de Conteúdo por Nichos no Social Media Week São Paulo (2015). Já escreveu sobre música gospel para a Rádio UOL e trabalhou na Unidade Digital do Sistema Globo de Rádio (CBN/Rádio Globo), em Belo Horizonte (MG). Aqui no Super Storm fala sobre Comunicação, Mídias Sociais e Marketing Digital.

Related Posts
Leave a reply