O que são chatbots?

O que são chatbots?

Alguma vez você já recebeu uma resposta na internet e se perguntou se estava falando com um ser humano ou, se na realidade, se tratava de um robô? Bom, talvez a explicação para isso esteja relacionada ao novo fenômeno digital: os chatbots. Mas, afinal, o que são chatbots?

Antes de entendê-los, precisamos estar confortáveis com o termo “inteligência artificial”, que hoje está longe de ser somente o título de um clássico de Steven Spielberg, ou algo que, de fato, só presenciamos no cinema.

A inteligência artificial vem se tornando cada vez mais frequente em pequenos momentos de nosso dia a dia e, como o próprio nome sugere, seu principal objetivo é alcançar a inteligência humana. Como? Através de mecanismos ou dispositivos formados por símbolos computacionais, que efetivamente simulam nossa capacidade de pensar, resolver problemas e, principalmente, de nos comunicar.

Também como programas de computador, os chatbots apropriam-se da inteligência artificial e tornam-se interfaces conversacionais perfeitas para otimizar o tempo e resolver as necessidades de empresas e usuários, uma vez que executam tarefas de maneira simples e cada dia mais natural.

Em outras palavras, são robôs que simulam uma conversação humana… E que, nos últimos tempos, têm desempenhado este papel com muita eficiência.

Você já conhece os bots!

Sabe quando você liga no seu banco e é atendido por uma “gravação” que te direciona à sua necessidade? Ou, então, aquele SMS que você recebe da sua operadora dizendo que seus créditos acabaram, mas pedindo para que responda “sim”, caso queira mais pacote de dados? E também tem a famosa Siri, da Apple, que, como uma assistente pessoal, permite que você solicite por voz o envio de mensagens ou a realização de chamadas.

Todos esses são exemplos de bots (diminutivo de “robots”), programados para atuarem como softwares de respostas automáticas, com tarefas pré-definidas a partir de cada dado inserido.

Os chatbots, consequentemente, se diferem pela criação de conversas, por gerenciarem perguntas e respostas e desenvolverem uma verdadeira interação entre pessoas e robôs.

Portanto, apesar de serem programados para responderem de maneira automatizada, os chatbots têm como base, além de seu banco de dados, cada informação preenchida pelo usuário, criando, assim, um histórico completo, em uma interface de fácil acesso e personalizada.

Muitas vezes, os próprios aplicativos de mensagens instantâneas servem como cenário para que esses diálogos aconteçam, como é o caso do Facebook Messenger, Twitter, Telegram ou mesmo SMS.

Dessa forma, você tanto pode encontrar um chatbot dentro de um site, com aqueles famosos balõezinhos que dizem “Como posso te ajudar?”, como através do Messenger de uma empresa, que, independentemente do segmento, poderá direcionar a conversa com determinadas palavras-chave e boxes com perguntas específicas aos clientes.

O importante, aqui, não é somente que o robô solucione dúvidas e passe as informações corretas no momento certo. Claro, isso é fundamental. Mas o grande diferencial é poder adequar seu tom de voz com o da empresa, transmitindo confiança e naturalidade ao usuário.

Mas você realmente conhece os chatbots?

Fato: o diálogo é o grande aliado dos chatbots, mas também seu grande desafio. Afinal, interagir e buscar soluções para problemas não é simples nem mesmo a partir de uma conversa entre humanos, quem dirá com um robô. Mas não subestime a capacidade dos chatbots…

O sucesso dessa nova forma de comunicação é tanto que o próprio Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, demonstra admiração e constante interesse em investir nessa ferramenta, que serve como um grande facilitador na comunicação entre marcas e consumidores.

Somente para o Messenger, app de sua própria rede social (aliás, a maior do mundo), já foram mais de 30 mil chatbots criados. Gigantes como Google, Amazon e Microsoft, entre tantas outras empresas, também apostam nos chatbots como verdadeiras tendências.

E como ser inovador ao usar um chatbot? Como definir o que seu usuário buscará com esse tipo de atendimento? Como se diferenciar e o que mais é possível descobrir em questão de vantagens e benefícios?

Para responder essas questões, você já pode contar com a solução do Superstorm em chatbots e garantir que a sua empresa diminua custos e tenha um aumento significativo em produtividade, seja através de mídia, SMS, site, e-mail ou app.

Superstorm: Chatbot e Automação

A proposta do Superstorm é oferecer, em todas as plataformas, uma tecnologia de automação de marketing e chatbot que, unificada, poderá oferecer os melhores resultados para a sua empresa!

Com uma inteligência artificial que atua por árvore de decisão, de acordo com possíveis (e diferentes) perguntas e respostas de usuários, o chatbot também poderá ser personalizado com a identidade da marca.

Ainda há a possibilidade de executar mensagens em diferentes formatos, como em texto, imagens ou vídeo, com validadores automáticos, integração com o Messenger e muito mais.

E quanto aos objetivos atendidos? Variam desde o atendimento para SAC, engajamento e agendamento de serviços, até downloads, inscrições on-line e captação e qualificação de leads.

Agora que você sabe o que são chatbots, já pode descobrir as surpresas que eles irão oferecer para a sua empresa e como decolar em 2017 com essa estratégia! Entre em contato e saiba mais!

superstorm

Related Posts
Leave a reply